Artigo: Coaching para pais – Entenda as vantagens

O relacionamento entre pais e filhos é extremamente desafiador para todos os envolvidos, devido aos dramas criados a partir dos profundos laços emocionais que se formam no ambiente familiar. E na maioria das vezes, esses dramas são formados devido à falta de preparo dos pais para lidar com as diversas situações que surgem, ao longo da criação. Além disso, esse despreparo dos pais pode gerar na criança, traumas, crenças limitantes, carências extremas, fixações, pactos de vingança e diversos outros transtornos mentais, que serão levados para a idade adulta e projetados nas demais esferas de relacionamento, como as relações amorosas e profissionais.

Dessa maneira, o coaching para pais não se propõem em ensinar os pais a criarem seus filhos, mas sim que tenham condições de evitar gerar em seus filhos conflitos psicológicos e emocionais que serão levados para a vida adulta, sendo que as mais trabalhadas no processo de coaching são as crenças limitantes, ou crenças negativas inconscientes.

Crenças negativas inconscientes

As crenças negativas inconscientes podem ser formadas de maneira direta ou indireta, limitando o indivíduo em seus objetivos e relacionamentos. Existem crenças limitantes que podem ser formadas na idade adulta, atuando de maneira subconsciente, e essas são mais fáceis de serem identificadas e trabalhadas. Porém, as crenças negativas inconscientes, que são as mais “poderosas”, geralmente são formadas na idade infantil, e posteriormente projetadas na idade adulta.

Formação direta de crenças negativas inconscientes

A direta é quando a criança assimila em sua mente inconsciente afirmações repetidas pelas pessoas mais próximas. Por exemplo: “Você nunca será nada na vida”. “Você é um péssimo aluno”. “Você não sabe se relacionar”. “Você é fraco e não aguenta”. “Todos os homens são canalhas”. “Nenhuma mulher é confiável”. E por aí vai. Ou seja, são frases que ficam “congeladas” no inconsciente da criança, mesmo quando na fase adulta, o indivíduo não se lembre, levando-o a agir de acordo com essas crenças, sem que tenha controle sobre isso.

Formação indireta de crenças negativas inconscientes

Já as crenças inconscientes formadas indiretamente acontecem por intermédio das ações ou exemplos das pessoas mais próximas, em especial os responsáveis pela sua criação. Por exemplo, uma criança que não recebe limites dos pais, que fazem todas as suas vontades, provavelmente criará a crença: “Não preciso respeitar autoridades. Posso fazer tudo do meu jeito”. Um adulto que certamente terá problemas com todos os tipos de autoridades que interagir.

Outro exemplo, uma criança que vive em um ambiente opressivo e autoritário, pode assimilar uma crença como: “Minha vontade não importa. Sempre tenho que abrir mão do que quero”. E isso prejudicará muito as suas relações pessoais e profissionais.

Ou ainda, o exemplo de um pai que dedica mais tempo ao trabalho do que à família e sempre compensa com presentes caros, pode gerar na criança a crença inconsciente: “Trabalho é mais importante do que família, e afeto é igual a presentes caros.” Uma crença que muito provavelmente resultará em problemas nos relacionamentos familiares, sem que o indivíduo consiga enxergar o motivo por conta própria.

Buscar essas crenças inconscientes, trazendo-as para a consciência e trabalhando-as, é um dos principais objetivos no processo de coaching. Ou ainda, evitar que tais crenças sejam criadas.

Como funciona o coaching para pais?

Quando falamos de coaching para crianças o que precisa ser principalmente trabalhado são os próprios pais, porque boa parte das crenças negativas inconscientes, que limitarão a criança e o futuro adulto, surgem pelas ações equivocadas dos pais durante a sua criação, na maioria das vezes movidas pela falta de conhecimento sobre este assunto.

Em outras palavras, os pais passam por um profundo processo de autoconhecimento, aprendendo a lidar com a sua própria criança interior, para que seja possível interagir de maneira mais saudável e consciente com os filhos, evitando projetar neles os seus próprios dramas e crenças limitantes.

Durante as sessões os pais desenvolvem novas habilidades relacionadas a este tipo de relacionamento, além de uma capacidade mais refinada para ajudar os seus filhos no desenvolvimento de potenciais e superação de possíveis limitações. Sempre com muito equilíbrio e consciência sobre as causas e efeitos de suas ações.
O resultado prático para os filhos é a construção de uma personalidade equilibrada, confiante em seus próprios potenciais e habilidades, dotada de controle emocional e livre de carências patológicas. Um futuro adulto com todas as possibilidades de construir uma vida verdadeiramente prospera, harmônica e feliz.

Agende uma sessão!

Texto: Júlio César de Castro Ferreira

One Comment

Deixe uma resposta